Notícias

Rodovia ganhará pedágio semiautomático.

P 3339 22a649ec253e345cf3454cca229b5cfd - Sindicamp

A rodovia Dr. Cássio de Freitas Levy, que liga Limeira a Cordeirópolis, ganhará um sistema de pedágio semiautomático até o final do ano. Chamado de “Stop and go” (pare e continue em inglês), o motorista que optar por esse mecanismo terá que parar na cabine, avisar que tem o aparelho e a cobrança será automática. “Ele não vai perder tempo em pagar com dinheiro”, falou o assessor de transportes, Marco Antônio Pinheiro. “Esse sistema será o usado porque temos poucas pistas de cobrança”, explicou. Ainda segundo ele, com a duplicação da via, o projeto é que a praça de pedágio tenha cinco pistas de cobrança. “Com a quinta pista, o sistema ‘Sem Parar’ poderá ser disponibilizado aos motoristas”, afirmou. O “Sem Parar” permite que o carro passe pela cabine sem que o motorista pare. A cobrança também é automática.

Com o “Stop and go”, os caminhões com placas de Cordeirópolis e Limeira, que hoje precisam de cupons para pagar o valor de R$ 2,40, mesma cobrança feita a veículos, não precisarão mais dos papéis. “O sistema vai ler a placa e cobrará o valor de R$ 2,40. Para isso, os veículos farão um cadastro antes”, disse.

A previsão é que até o final do ano o “Stop and go” esteja funcionando. Para a implantação da cobrança semiautomática, o município comprará um novo sistema para a praça de pedágio, semelhante ao usado pelas concessionárias AutoBAn e Rota das Bandeiras. “A tecnologia avançou muito e esse (que é usado hoje) é muito antigo. Com o novo, o controle do pedágio será feito totalmente por ele”, explicou Pinheiro.

Conforme ele, com o novo sistema, será possível controlar melhor a arrecadação, assim como identificar quantos e quando os veículos passam, quantos eixos tem cada caminhão e quanto deve custar sua passagem. A compra, instalação e manutenção anual do sistema deverá custar em torno de R$ 330 mil. Segundo Pinheiro, os equipamentos da praça de pedágio serão renovados para atender as necessidades do “Stop and go”.

CABINES

Pinheiro também informou que as cabines do pedágio serão trocadas. A expectativa é que a compra seja feita em dois meses. A má condição das cabines é uma reclamação antiga dos funcionários. O Jornal de Limeira esteve na praça e verificou que os principais problemas são estruturais. Os cobradores reclamam que o ventilador instalado nas cabines não é suficiente e é barulhento. “E mesmo com o ventilador é muito calor, mesmo no inverno. O sol bate direto, fica quente e não dá para ficar aqui dentro”, disse um dos funcionários, que preferiu não se identificar. Eles também reclamam da poluição devido a tráfego intenso de veículos na rodovia.

Fonte: Jornal de Limeira.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Scroll Up