Notícias

Mesmo com parte já entregue, obra do Rodoanel causa prejuízos em Suzano.

 

A entrega de parte do trecho Leste do Rodoanel não deu fim aos problemas enfrentados por alguns moradores e agricultores do bairro Sete Cruzes, em Suzano (SP). Eles afirmam que a situação só piorou.

Segundo os moradores, riachos e lagos desapareceram da região por causa da construção. O problema é que a água era usada para abastecer as plantações e, com isso, a produção já sofre prejuízos. A liberação de parte do anel viário foi no dia 4 de julho.

Quem chega ao sítio de João Batista Sobrinho se impressiona com o cenário. Segundo ele, onde hoje tem terra e lama existia antes um riacho e alguns lagos. João conta ainda que sempre alugou o espaço para festas e fins de semana. O sitiante explica que toda a terra que assoreou o riacho e o lago veio das obras do anel viário. “Esse lago era um atrativo do sítio, mas com essa situação as pessoas deixam de vir. E com isso acabo perdendo dinheiro.

Se eu não alugar não tenho renda. Isso aqui é minha fonte de viver”, explica.

Outro problema é que a água do riacho era usada como fonte de abastecimento para mais de dez produtores de hortaliça. O agricultor Valdir Soares Santos planta verduras há 15 anos. Segundo ele, a produção nas terras caiu cerca de 40% desde que a água começou a sumir. “Quem planta hortaliça precisa de água suficiente para irrigar, senão não tem como produzir. Aí fica difícil com isso”.

Já o produtor rural Francisco Maurício da Silva trabalha na área há 28 anos. Por dia, ele costuma colher em média 1 tonelada de hortaliças. O problema é que a água barrenta tem manchado as folhas das plantas. Por conta disso, o valor das mercadorias foi alterado. A caixa de alface, por exemplo, que antes vendia por R$ 40 agora com as manchas sai por R$ 25. “O barro que está descendo das obras deixa a água avermelhada e é essa água que a gente usa para irrigar. Com o sol, as folhas ficam manchadas e esse barro não sai facilmente. Não podemos pegar uma escova e esfregar as hortaliças. O consumidor final vai ver a hortaliça desse jeito e o resultado é perder vendas”, conta.

De acordo com os moradores, o leito do riacho chegava a ter 2 metros de profundidade. Atualmente, a água escorre pelo espaço que sobrou, além de dividir espaço com a quantidade de terra que, segundo quem vive no bairro, veio de uma galeria que passa por baixo de um dos trechos do Rodoanel.

Para piorar a situação, Franciso conta que essa galeria corre o risco de desmoronar.  Ele diz que um vídeo feito pelos agricultores na passagem mostra rachaduras, vergalhões soltos e buracos na armação da estrutura. “O túnel pode cair e olha que a obra é nova e nem foi terminada ainda. Se ele mesmo desmoronar, além de causar um estrago grande vai tampar o que nos resta de água e vamos ficar sem qualquer irrigação”, diz Silva.

O Governo Estadual disse que a Agência de Transporte do Estado de São paulo (Artesp) vai verificar a situação no bairro Sete Cruzes, em Suzano, para saber se foi mesmo algum impacto das obras do Rodoanel.

Fonte: G1 de Mogi das Cruzes e Suzano.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email