Notícias

Prefeitura de Campinas assina decreto para criar linhas de crédito a pequenas empresas e reduz teto de empréstimos para R$ 50 mil

Edital para seleção de instituições financeiras aptas a conceder os valores será publicado na sexta. Programa ‘Recomeça’ pode gerar de 2 a 5 mil empregos, estima prefeitura.

O prefeito de Campinas (SP), Dário Saadi (Republicanos), assinou nesta quinta-feira (16) o decreto que cria o programa para concessão de linhas de crédito para micro empresários individuais, além de micro e pequenas empresas. Os financiamentos serão de R$ 5 mil a R$ 50 mil. Quando o programa foi anunciado, o teto era de R$ 80 mil, mas houve mudança na estratégia.

Segundo o prefeito, o edital de chamamento para selecionar entidade garantidora do fundo de aval e as instituições financeiras interessadas em conceder o crédito sairá o no Diário Oficial de sexta-feira (16). A expectativa é que os créditos comecem a ser liberados até fevereiro de 2022.

“A partir do momento em que as instituições financeiras sejam cadastradas, no mês de janeiro inicia o cadastramento e o chamamento para o crédito. Eu entendo que no final de janeiro, começo de fevereiro possa iniciar os empréstimos”, disse Dário.

O programa, chamado “Recomeça”, faz parte de um conjunto de ações para estimular setores da economia afetados com a crise provocada pela pandemia da Covid-19. Segundo a prefeitura, os créditos terão carência de seis meses, prazo de até 36 meses para pagamento e juros baixos.

A prefeitura atuará como garantidora e investirá R$ 10 milhões. A expectativa é que haja oferta de R$ 130 milhões em créditos.

“Já tem o dinheiro em caixa para aportar no fundo, tem entidade garantidora já que vai se credenciar para fazer a garantia do crédito e nós temos muitas instituições financeiras interessadas em se credenciar para fazer o crédito”, afirmou Dário.

O programa deve gerar entre 2 a 5 mil empregos, a depender dos setores que retirarem crédito, afirmou a prefeitura. Não haverá critério de seleção por setor de atuação. Para ser criado, o “Recomeça” passou por duas votações na Câmara Municipal em agosto.

Mudança no teto

Dário afirmou, durante a assinatura do programa, que a mudança do teto de R$ 80 mil para R$ 50 mil visa abranger mais empresários. “A gente resolveu mudar para R$ 50 mil para poder abranger mais pessoas, mais micro e pequenos empreendedores”, resumiu.

“Amanhã sai o edital de chamamento público para credenciamento da entidade garantidora desse fundo de aval e também para as instituições financeiras que queriam emprestar o dinheiro. Essa iniciativa é muito importante para apoiar as pequenas e micro empresas e também gerar emprego e renda”, completou.

Fonte: G1 Campinas e Região

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Receba nossa newsletter!

Fique por dentro das novidades do setor.

© 2020 – Sindicato das Empresas de Transportes e Cargas de Campinas e Região – SINDICAMP – Todos os direitos reservados | Desenvolvido por PrinciWeb