Notícias

Financiamento de veículos pesados cai 11% no brasil em 2022

Levantamento mostra que o desempenho nas vendas por financiamento de caminhões caíram 11,6% em 2022, e de ônibus, 3,1% na comparação com 2021

A venda de caminhões e ônibus por meio de financiamento caiu 11% no ano passado. De janeiro a dezembro de 2022, o País financiou 276.473 veículos pesados. Para comparação, em 2021 foram 310.509 transações. As informações são da B3, a Bolsa de Valores.

No acumulado do último ano, os veículos 0-km foram os mais procurados. Ao longo de 2022, estes modelos somaram 139.571 unidades. Ou seja, ainda uma retração de 13,1% frente aos 160.634 pesados novos financiados em 2021.

Do mesmo modo, entre os usados houve retração de 8,7%. Nesse sentido, nos 12 meses de 2022, o setor vendeu a crédito 136.902 modelos. Enquanto que, no mesmo período no ano anterior, registrou o financiamento de 149.875 veículos usados ou seminovos.

Crédito em queda

Seja como for, de acordo com especialistas da indústria de veículos comerciais, a retração nas vendas por financiamento ocorre sobretudo por causa de falta de crédito. O presidente da Fenauto, Enilson Sales, explica que o crédito sempre foi importante. Entretanto, nos últimos anos, as financeiras aumentaram as restrições ao crédito para compra de veículos. Para completar, as altas taxas de juros são pouco convidativas e dificultam a ida às compras.

Para o presidente da Anfavea, Márcio de Lima Leite, as taxas de juros têm trazido preocupação. “Estamos falando de uma taxa de 30% de financiamento via CDC. E se conseguirmos romper essa barreira, o ano de 2023 pode ser surpreendente”, diz Leite.

Desempenho de caminhões e ônibus

Historicamente, caminhão é o produto mais procurado. Assim, em 2022, a indústria financiou 253.839 unidades. Destas, 134.504 foram de modelos 0-km. Ou seja, o total de caminhões vendidos no ano passado é 11,6% menor que o de 2021. Naquele ano, o segmento faturou 287.147 unidades, sendo 155.825 novos.

Por outro lado, o setor de ônibus apresentou queda mais tímida, de 3,1%. De janeiro a dezembro do ano passado, foram negociados 22.634 ônibus a crédito. O mesmo período, em 2021, teve 23.362 ônibus financiados. Assim, em volume, o melhor desempenho vem dos ônibus usados. O setor registrou 17.567 unidades financiadas em 2022. Mesmo assim, queda de 5,3% na comparação com os 18.553 modelos entregues no ano anterior.

Entre os ônibus 0-km, as vendas foram menores, porém, positivas. O País vendeu 5.067 modelos por financiamento em 2022. Ou seja, alta de 5,4% em relação a 2021, que somou 4.809 unidades. Dessa forma, o resultado reflete a renovação de frota que o setor não fazia desde 2020, por causa da pandemia.

CDC

Segundo o levantamento do B3, a linha de crédito mais utilizada no setor de veículos pesados é Crédito Direto ao Consumidor (CDC). Em números, a modalidade representou com 234.938 transações de caminhões e ônibus durante 2022. Contudo, também reflete retração de 10,7% frente a 2021, quando o CDC respondeu por 263.005 transações.

Fonte: Estradão – Estadão

Compartilhe:

Receba nossa newsletter!

Fique por dentro das novidades do setor.

© 2022 – Sindicato das Empresas de Transportes e Cargas de Campinas e Região – SINDICAMP – Todos os direitos reservados | Desenvolvido por PrinciWeb