Notícias

Trecho da Rodovia Luiz de Queiroz é liberado dois dias depois de deslizamento em Americana

O Departamento de Estradas de Rodagem (DER) liberou, por volta de 14h15 desta terça-feira (29), o fluxo de veículos no trecho da Rodovia Luiz de Queiroz (SP-304) que estava interditado desde um deslizamento de terra no domingo. Dois pontos do barranco cederam durante a chuva.

Com a queda dos blocos de terra, o sentido capital, na altura do km 129, foi bloqueado pelo DER. O órgão começou, na manhã de segunda, a remoção da terra e, durante a tarde, as equipes realizaram uma limpeza no asfalto.

A primeira previsão do DER era liberar a via ainda na manhã desta terça. Segundo a Polícia Rodoviária, foi preciso avaliar o risco de novo deslizamento no barranco.

As equipes do DER trabalharam com retroescavadeiras e caminhões. Além disso, a pista foi lavada com maquinário de alta pressão para que a lama fosse retirada.

“Mesmo com a liberação da pista, o DER-SP continuará monitorando os taludes que margeiam a SP 304, para segurança dos usuários”, comunicou o órgão.

O departamento passa informações sobre o tráfego por meio das páginas oficiais no Facebook, Instagram e Twitter. O telefone para emergências é 0800 055 55 10.

Trânsito caótico na cidade

Os dois dias de interdição causaram problemas no trânsito em Americana (SP). Motoristas reclamaram da falta de sinalização que indicasse o caminho para retornar para a rodovia. Em alguns casos, carros deram ré no meio da rua.

Um posto de combustíveis chegou a ser usado como “desvio” por motoristas que tentavam voltar para a rodovia, o que causou risco aos frentistas e outros trabalhadores.

A reclamação também foi feita por caminhoneiros que passavam pela rodovia e tiveram que acessar as ruas e avenidas de Americana. Um deles, Renan Felix, tentava encontrar o caminho durante a noite de segunda-feira (28).

“Essa situação está catastrófica, a gente que trabalha com carreta dentro de bairro, atrapalhando até mesmo os vizinhos”.

 

Questionado sobre como chegou na rua vicinal da rodovia, Felix disse que pediu orientação a quem passava. “Péssima a sinalização. Está difícil”.

Fonte: G1

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Scroll Up