Notícias

Tarcísio de Freitas planeja atrair R$ 100 bilhões em investimentos na B3 em 2024

No que depender do governador de São Paulo, Tarcísio de Freitas (Republicanos), em 2024 o balcão da B3 sofrerá ainda mais com as suas fortes marteladas dadas para concluir os leilões de concessão do estado. A previsão é que sejam realizados 13 leilões de concessão ao longo do ano, totalizando mais de R$ 100 bilhões em atração de investimentos, no âmbito do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI). A informação foi confirmada à Gazeta do Povo pela Secretaria de Parcerias em Investimentos do Estado de São Paulo.

Com foco em infraestrutura, destacam-se projetos como o Trem Intercidades, que ligará os municípios de São Paulo e Campinas e tem investimento previsto de R$ 13,5 bilhões. Há, ainda, a privatização da Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), com previsão de mais de R$ 60 bilhões em investimentos.

O primeiro leilão está agendado para 29 de fevereiro e consiste no Trem Intercidades eixo norte, que inclui a construção e a operação dos serviços do projeto, além do Trem Intermetropolitano e da operação, manutenção e obras da Linha 7 – Rubi da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

Já no dia 16 de abril está agendada na B3 a concessão do sistema rodoviário denominado Lote Litoral Paulista, que abrange 13 municípios praianos e cuja estimativa de investimento é de R$ 4,5 bilhões.

Entre os demais leilões previstos para o ano, mas cujas datas ainda são incertas na B3, estão o esperado túnel submerso que ligará os municípios Santos e Guarujá, de investimento previsto de R$ 5,8 bilhões, e a privatização da Emae (Empresa Metropolitana de Águas e Energia), ambos prioridades para gestão de Tarcísio de Freitas.

Entre as rodovias, há ainda concessões de trechos atualmente administrados pela Via Oeste e de novas estradas do DER-SP (Departamento de Estradas de Rodagem de São Paulo), que estão divididos em três lotes. No âmbito do transporte público, estão previstas concessões das linhas 11, 12 e 13 da CPTM.

Outros leilões previstos contemplam a área da educação, como a construção de 33 novas escolas, que estão divididas em dois lotes. Haverá, ainda, a concessão de loterias estaduais e parceria público-privada para construção de moradias populares e de interesse social no estado de São Paulo.

Fonte: Gazeta do Povo / Foto: Rogério Cassimiro/Governo do Estado de São Paulo

Compartilhe: