Notícias

Rodovias de SP terão 649 novos radares em 2024, com investimento de R$ 196 milhões

Equipamentos serão instalados em rodovias de 14 regiões do estado, segundo edital. Além de fiscalizar a velocidade, radares farão leitura automática de placas e contagem de veículos

 

O governo do estado de São Paulo publicou, no último sábado (25), um edital de licitação para a instalação de 649 novos pontos de radares em trechos críticos de rodovias paulistas administradas pelo Departamento de Estradas de Rodagem (DER). O investimento previsto é de R$ 196,8 milhões.

Segundo a administração pública, São Paulo conta com quase 21,3 mil quilômetros de rodovias pavimentadas, sendo 12,2 mil quilômetros sob responsabilidade do DER e 9 mil quilômetros geridos por concessionárias. A malha rodoviária sob jurisdição do departamento não possui equipamentos fixos em operação.

Os 649 equipamentos serão instalados em rodovias de 14 regiões do estado — e a previsão é que a instalação ocorra no primeiro semestre de 2024.

Além de fiscalizar a velocidade, os radares farão a leitura automática de placas, a contagem de veículos e também vão transmitir as informações em tempo real para o DER.

Número de novos radares por região:

 

  • São Paulo: 124 pontos de fiscalização
  • Campinas: 71 pontos de fiscalização
  • Taubaté: 67 pontos de fiscalização
  • Rio Claro: 60 pontos de fiscalização
  • Itapetininga: 51 pontos de fiscalização
  • Cubatão: 44 pontos de fiscalização
  • Presidente Prudente: 44 pontos de fiscalização
  • São José do Rio Preto: 36 pontos de fiscalização
  • Assis: 35 pontos de fiscalização
  • Ribeirão Preto: 31 pontos de fiscalização
  • Bauru: 29 pontos de fiscalização
  • Barretos: 26 pontos de fiscalização
  • Araraquara: 16 pontos de fiscalização
  • Araçatuba: 15 pontos de fiscalização

 

Os equipamentos serão divididos da seguinte maneira:

  • 344 radares do tipo fixo controlador eletrônico de velocidade: fiscalizar o limite máximo de velocidade da via ou de seu ponto específico;
  • 192 radares classificatórios do tipo fixo controlador eletrônico composto: fiscalizar o limite máximo de velocidade da via ou de seu ponto específico e diferenciar os veículos (vários eixos, veículos leves, motos, carros etc);
  • 98 radares do tipo fixo redutor eletrônico de velocidade: fiscalizar a redução pontual de velocidade estabelecida em relação à velocidade diretriz da via, em trechos críticos e de vulnerabilidade dos usuários da via;
  • 15 radares do tipo fixo redutor eletrônico composto: como as lombadas eletrônicas, por exemplo.

Fonte: g1/ Foto: Reprodução/DER-SP

Compartilhe: