Notícias

Rodovias da região vão ganhar mais radares.

6f936b629a794047ebe0919da02a2e1b - Sindicamp

Segundo o DER, previsão é que os equipamentos comecem a multar até o fim deste mês Depois de instalar sete radares na rodovia Euclides da Cunha e dois na Péricles Beline, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) anunciou que a Feliciano Sales Cunha também vai ter oito equipamentos que multam excesso de velocidade. Os equipamentos começam a funcionar até o fim deste mês.

Na rodovia Feliciano Salles Cunha (SP-310), no trecho entre Mirassol e Pereira Barreto, além dos oito radares fixos, também foi instalado um painel que informa o tempo de viagem e a quantidade de veículos que passam pelo local.Já na rodovia Euclides da Cunha (SP-320), no trecho entre Mirassol e Rubinéia, além dos sete radares, dois painéis informativos foram colocados.

A previsão era de que a partir do dia 1º deste mês os equipamentos na SP-320 já estariam ligados, mas o prazo foi prorrogado para o fim do mês. Os radares fixos farão a fiscalização de velocidade em pontos distribuídos pelos 186 quilômetros de extensão da Euclides. Os aparelhos ficam em Tanabi (altura dos quilômetros 477, 478, 479), Votuporanga (516), Fernandópolis (km 551), Jales (km 583) e Santa Fé do Sul (km 623).

A velocidade máxima permitida nestes trechos da Euclides – que foi duplicada no início deste ano – é 110 km/h para veículos leves e 90 km/h para veículos pesados. O motorista Ricardo Sampaio, 47 anos, viaja todos os dias a trabalho de Votuporanga para Fernandópolis. “Já passou da hora destes radares começarem a funcionar. Neste trecho já houve muitos acidentes com mortes. Os motoristas não respeitam os limites de velocidade.” Na rodovia Péricles Belini, a velocidade máxima permitida é 100 km/h para veículos leves e 80 km/h para veículos pesados.
Fonte: Setcesp.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Scroll Up