Notícias

Rodovia dos Bandeirantes (SP-348) é a segunda melhor rodovia do país segundo a CNT

Pesquisa CNT de Rodovias 2021, divulgada hoje pela Confederação Nacional dos Transportes, avaliou 109 mil quilômetros de vias pavimentadas, entre estaduais e federais.

Nas últimas doze edições (2009 a 2019 e 2021), Rodovia dos Bandeirantes conquistou 7 vezes a primeira colocação (2012 a 2018) e 5 vezes a segunda colocação (2009, 2010, 2011, 2019 e 2021)

Pesquisa CNT de Rodovias 2021, divulgada hoje (2/12) pela Confederação Nacional dos Transportes (CNT), classificou a Rodovia dos Bandeirantes (SP-348) a 2ª melhor rodovia do país e a Via Anhanguera (SP-330) – administrada pela CCR AutoBAn no trecho entre São Paulo e Cordeirópolis – em 9º lugar.

Nas últimas doze edições (2009 a 2019 e 2021) da Pesquisa, a Rodovia dos Bandeirantes conquistou a primeira colocação em sete (2012 a 2018) e a segunda posição em cinco (2009, 2010, 2011, 2019 e 2021), sendo a mais premiada no período. A Via Anhanguera sempre esteve entre as 10 melhores do país.

A Pesquisa CNT de Rodovias 2021 aponta que Rodovia Castello Branco (SP-280), que possui trechos administrados pela CCR ViaOeste e CCR SPVias, e SP-075, também com trecho administrado pela CCR ViaOeste, estão em 5º e 6º lugar respectivamente. A SP-300, administrada pela CCR AutoBAn em um trecho de pouco mais de 2 quilômetros, em Jundiaí, ficou na 7ª posição.

Neste ano, a CNT avaliou 109 mil quilômetros de rodovias estaduais e federais pavimentadas. As equipes avaliadoras levaram em consideração três principais características da malha rodoviária: pavimento, sinalização e geometria da via.

Juntas, as duas rodovias formam o Sistema Anhanguera-Bandeirantes, responsável por ligar a capital paulista às regiões de Jundiaí e Campinas, interior de São Paulo e aos estados do Centro-Oeste e Norte do país. Desde 1998 o Sistema Anhanguera-Bandeirantes é administrado pela CCR AutoBAn. Neste período, a concessionária já investiu, por meio do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, R$ 12 bilhões em obras e melhorias.

Rodovia dos Bandeirantes

Nos últimos 23 anos, a partir da gestão da CCR AutoBAn por meio do Programa de Concessões Rodoviárias do Estado de São Paulo, a Rodovia dos Bandeirantes ganhou obras e investimentos que permitiram o seu prolongamento em 78 quilômetros, de Campinas até Cordeirópolis (2001), além da construção da quarta (2006) e quinta faixa (2014) entre São Paulo e Jundiaí, recuperação do pavimento com utilização de asfalto ecológico com borracha, (2012), entre outras obras de melhoria, como a entrega de trechos com faixas adicionais entre Jundiaí e Campinas.

A Rodovia dos Bandeirantes conta com aproximadamente 160 quilômetros de extensão, ligando São Paulo a Cordeirópolis, no interior do Estado, passando pelas regiões de Jundiaí e Campinas.

Pesquisa CNT de Rodovias – 2009 a 2019 e 2021

Rodovia dos Bandeirantes (SP-348)
2009 – 2º lugar;
2010– 2º lugar;
2011 – 2º lugar;
2012 – 1º lugar;
2013 – 1º lugar;
2014 – 1º lugar;
2015 – 1º lugar;
2016 – 1º lugar;
2017 – 1º lugar;
2018 – 1º lugar;
2019 -2º lugar e
2020 – Pesquisa não foi realizada
2021 -2º lugar

Sobre a CCR AutoBAn: CCR AutoBAn é responsável, desde 1º de maio de 1998, pela administração do Sistema Anhanguera-Bandeirantes. A concessionária gerencia 316,8 quilômetros de rodovias, compreendendo a SP-330 (Via Anhanguera), de São Paulo a Cordeirópolis, com extensão de 147,04 quilômetros; a SP 348 (Rodovia dos Bandeirantes), de São Paulo a Cordeirópolis, com 159,67 quilômetros de extensão; a SP-300 (Rodovia Dom Gabriel Paulino Bueno Couto), com extensão de 2,6 quilômetros e a interligação SPI-102/330 (Rodovia Adalberto Panzan), com extensão de 7,44 quilômetros. Foi a quinta concessionária a integrar o Grupo CCR.

Sobre o Grupo CCR: Fundado em 1999, o Grupo CCR é atualmente uma das cinco maiores companhias de concessão de infraestrutura da América Latina e considerada a líder do segmento no Brasil, com a gestão de 18,4% do total de rodovias sob controle da iniciativa privada. Tendo o pioneirismo e a inovação como marcas, a CCR criou em 2018 quatro empresas independentes, que agrupam as unidades de negócios por temas afins, e são as responsáveis pela gestão da companhia e por desenvolver e pesquisar novas oportunidades no mercado primário e secundário, dentro e fora do Brasil. São elas: CCR Lam Vias, CCR Infra SP, CCR Aeroportos e CCR Mobilidade. Nessa reestruturação, como forma de atualizar e melhorar a estrutura de Governança, processos decisórios e os mecanismos de controle, foram criadas as vice-presidências de Gestão Corporativa e de Governança, Compliance e Auditoria Interna, em linha direta de reporte ao Conselho de Administração. O Grupo conta com as práticas de Governança Corporativa reconhecidas no mercado, atendendo regras do Novo Mercado da B3 (a CCR foi a primeira empresa ingressar nesta categoria). Além do Brasil, a CCR está presente, por meio de suas unidades, nos EUA, Curaçao, Equador e Costa Rica. Com mais de 15 mil colaboradores, a CCR se orgulha em contribuir, diariamente, para uma sociedade com mais infraestrutura, segurança, conforto e qualidade de vida para milhões de cidadãos mundo afora.

Fonte: SEGS

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email