Notícias

Rodoanel terá acesso em Ribeirão Pires.

A alça de acesso a Ribeirão Pires que será construída no trecho leste do Rodoanel Mário Covas – ainda em obras – tem um custo estimado de R$ 200 milhões. Em 30 dias o Governo do Estado deve concluir a análise financeira do empreendimento e determinar se os serviços serão feitos com recursos públicos ou se a concessionária SPMar fará investimento e a execução do trabalho.
A construção da alça de acesso ao trecho leste está entre as reivindicações apresentadas pelo prefeito Saulo Benevides em reuniões com o governo estadual, inclusive ao próprio governador. “Pedimos a alça e o governador sabe da importância da obra para a nossa cidade. Os investimentos viários estão colocando Ribeirão Pires em localização cada vez mais estratégica, o que atrai novas empresas, beneficia a população com a geração de emprego e movimentação financeira na cidade, inclusive com aumento da arrecadação municipal”, explica.
O estudo sobre a viabilidade do acesso do Rodoanel a Ribeirão Pires foi realizado pela Artesp (Agência de Transportes do estado de São Paulo), a pedido do próprio governador Geraldo Alckmin (PSDB).
O governador reconheceu também a necessidade de duplicação da Rodovia Índio Tibiriça, após reivindicação do Consórcio Intermunicipal do ABC. “Vamos estudar para verificar custos, pois é preciso, sim, fazer a duplicação.”
Não foram dados prazos, mas a definição sobre a realização da obra só será feita após a entrega do trecho leste, prevista para março. “Uma parte do trânsito dessa estrada poderá utilizar o Rodoanel como alternativa”, acrescenta o governador do Estado.
Caso o Estado não contribua com verba para a duplicação da rodovia, o Consórcio pode incluir o projeto no Plano Regional de Mobilidade que foi entregue em abril à ministra do Planejamento, Miriam Belchior.
O documento aponta necessidade de 157 intervenções, com custo avaliado em R$ 7,8 bilhões. Mesmo que a duplicação da Índio Tibiriçá seja feita sem recursos estaduais, a obra precisa ser aprovada pela Artesp e pelo DER (Departamento de Estradas de Rodagem).
Fonte: Rede Bom Dia.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Scroll Up