Notícias

Rodízio de veículos voltou a vigorar nesta segunda em São Paulo.

ROD%C3%8DZIO DE VE%C3%8DCULOS EM S%C3%83O PAULO Rod%C3%ADzio come%C3%A7a manh%C3%A3 segunda feira 20 para placas finais 1 e 2 Foto William Camargo Folha Paulistana - Sindicamp

O rodízio restringe a circulação de veículos no Minianel Viário da capital nos períodos da manhã, das 7h às 10h, e da tarde, das 17h às 20h, de acordo com o final da placa e dias da semana. Nesta segunda, não podem circular carros com placas com final 1 e 2.
O Minianel Viário, conhecido como Centro expandido, é formado pelas marginais Tietê e Pinheiros, avenidas dos Bandeirantes e Afonso D´Esccragnole Taunay, Complexo Viário Maria Maluf, avenidas Tancredo Neves e Juntas Provisórias, Viaduto Grande São Paulo e avenidas Professor Luís Inácio de Anhaia Melo e Salim Farah Maluf.
O motorista que circula em locais e horários não permitidos comete infração de trânsito de nível médio, que resulta em multa de R$ 85,13 e acréscimo de quatro pontos na carteira de habilitação.
Inicialmente, suspenso até o dia 10 de janeiro, o rodízio teve a suspensão prorrogada por mais uma semana porque não houve registro de lentidões significativas na cidade no período.
Ampliação
Um estudo da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) apresentado no dia 9 de janeiro aponta que o rodízio de veículos deve ser ampliado em 371 km de vias além da região central de São Paulo.
Ao todo, 400 vias arteriais devem entrar na restrição de veículos. As vias arteriais são geralmente controladas por semáforos, ligam as vias secundárias e locais e possibilitam a integração entre regiões da cidade.
Sobre a provável data de início da nova restrição, Tatto informou que a proposta é que comece no mês de março ou abril. “Este é o calendário que nós estamos nos propondo, mas evidentemente vamos passar pelo crivo do Conselho para debater esse assunto, deixar os especialistas debaterem sobre o assunto, para verificar a melhor maneira de circulação dos carros em São Paulo”, explicou.
Caso o novo modelo proposto seja adotado, o ganho de velocidade média na cidade, no horário de pico da manhã, seria de 8,5%, passando de 18,9 km/h para 20,5 km/h. A lentidão na cidade diminuiria em 13%, segundo a CET.
Já nas vias arteriais de São Paulo, a velocidade média passaria de 15 km/h para 16,8 km/h e a lentidão nas vias cairia 20,3%. Nas vias coletoras, a velocidade média passaria de 12,9 km/h para 13,4 km/h, aumento de 3,8%, e o congestionamento reduziria em 3%. De acordo com a CET, o novo modelo de rodízio permite a circulação entre os bairros, já que é possível transpor ou cruzar as vias restritas.
Fonte: G1.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Scroll Up