Notícias

Quase 60% das passagens aéreas custaram menos de R$ 300 no 2º semestre de 2013.

 

A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) divulgou a 29ª Edição do Relatório de Tarifas Aéreas Domésticas, que contempla o resultado do segundo semestre de 2013. Nos últimos seis meses do ano passado, a tarifa média praticada foi de R$ 341,56, crescimento de 4,7% em relação ao mesmo período de 2012, em termos reais.

A maioria dos assentos comercializados, quase 59%, foram vendidos por valores inferiores a R$ 300, e apenas 0,5% custaram mais de R$ 1.500.

O segundo semestre de 2013 foi o terceiro semestre consecutivo em que o indicador de tarifa média registra variação positiva. O Yield Tarifa Aérea Média Doméstica Real – valor médio que o passageiro paga por quilômetro voado em território brasileiro –, no segundo semestre de 2013, foi apurado em R$ 0,41. Este valor representou alta de 0,2%, em relação ao mesmo período de 2012.

Quando comparado o Yield Tarifa Aérea Médio Doméstico Real do segundo semestre de 2013 com aquele apurado no mesmo período de 2002, verifica-se redução de 61,1%, ou seja, atualmente, o indicador representa menos da metade do valor registrado no mesmo período de 2002.

A maioria dos assentos comercializados no segundo semestre de 2013 (53,6%) correspondeu a valores de Yield Tarifa Aérea Doméstico inferiores a R$ 0,30 por quilômetro voado.

O Relatório de Tarifas Aéreas Domésticas foi elaborado com base em dados de mais de 26 milhões de assentos vendidos no segundo semestre de 2013 e de mais de 52 milhões em 2013, que correspondem à totalidade das vendas efetivamente realizadas pelas companhias aéreas junto ao público adulto em geral, para mais de 7.500 linhas aéreas domésticas nos períodos analisados.
Com informações da ANAC
Fonte: Transporta Brasil.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Scroll Up