Notícias

Produtores de cana de São Paulo pedem mais infraestrutura ao governo

A moagem da cana-de-açúcar pelas unidades processadoras do Centro-Sul do Brasil teve recuo de 14% na primeira quinzena de setembro, isso de acordo com o último levantamento da União da Indústria de Cana-de-Açúcar (Unica).

A produção de açúcar e etanol também recuaram no período. No acumulado da safra 21/22, o processamento acumula queda de 6,62%.

Segundo o presidente da Cooperativa dos Plantadores de Cana do Estado de São Paulo (Coplacana), Arnaldo Bortolleto, a estiagem prolongada reduziu a produtividade. “A seca ainda vai refletir o resultado do próximo ano. Nós tivemos geadas que impactaram nas mudas que seriam plantadas, então o começo do plantio deve começar somente no mês de março, abril. Nós temos um canavial com uma longevidade maior e muito prejudicada pela estiagem”, contou.

Reunião

Na semana passado, o setor teve uma reunião com o secretário da Agricultura de São Paulo, Itamar Borges, segundo Bortolleto, os produtores de cana pediram mais infraestrutura. “Nós pedimos mais logística. O governo disse que está lançando um projeto de melhorias em mais de 5 mil quilômetros de estradas. Também falamos sobre a estiagem e as queimadas. Te mais de dez anos que o setor eliminou queimadas. Nós pedimos sensibilidade ao governo, já que muito produtores estão sendo autuados injustamente. É preciso procurar os verdadeiros culpados, não os produtores rurais”, disse.

Fonte: RPA News

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email