Notícias

Produção de caminhões caiu 38% em 2023

A fabricação de caminhões no Brasil teve uma acentuada queda em 2023, com a produção de 100.535 unidades. De acordo com a Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea), o número é 37,9% menor do que o registrado em 2022, quando foram fabricados 161.992 caminhões.

Em dezembro, apenas 8.262 caminhões saíram das linhas de montagem do país, 17,6% menos do que os 10.030 de novembro. Na comparação com dezembro de 2022, quando foram produzidos 14.614 pesados, a queda é de 43,5%.

De acordo com a Anfavea, a produção de caminhões cai em função dos custos mais elevados das novas tecnologias de controle de emissões, adotadas para atender a etapa P8 do Proconve, válida desde janeiro de 2023.

Projeções 2024

A Anfavea estima que o ano de 2024 trará uma ampla recuperação no setor de caminhões, com a volta da produção na casa das 160 mil unidades, quando se soma ônibus e caminhões.

“Temos motivos para acreditar num ano positivo para o setor automotivo brasileiro. Além da expectativa de crescimento do mercado interno e da produção, devemos celebrar a publicação da MP 1.205 que instituiu o Programa Mover. Trata-se uma política industrial muito moderna e inteligente, que garante previsibilidade a toda a cadeia automotiva presente no país e a novas empresas que chegarem, e ainda privilegia as novas tecnologias de descarbonização, os investimentos em P&D e favorece a neoindustrialização”, afirmou o Presidente da entidade, Márcio de Lima Leite, ressaltando que os maiores benefícios serão para a sociedade, a atividade econômica e o meio ambiente.
Fonte: Blog do Caminhoneiro / Foto: Divulgação

Compartilhe: