Notícias

Pistas cedem e ao menos 11 trechos de rodovias são interditados em SC.

 

Rodovias federais e estaduais de Santa Catarina apresentam diversos trechos com interrupção total da pista devido às chuvas que atingem o estado desde sexta-feira (26). Segundo levantamentos das polícias rodoviárias Federal (PRF) e Militar (PMRv), ao menos 11 pontos estavam completamente interditados no início da noite deste domingo (26). Todos não têm previsão de liberação.

Um dos danos mais graves foi registrado na SC-155, em Xanxerê. A rodovia desmoronou entre os kms 73 e 73,100. As duas pistas e o acostamento cederam abrindo um buraco de aproximademente 50 metros de comprimento e 20 metros de profundidade. O incidente aconteceu por volta das 10h30 deste domingo.

Esta é a principal via que liga Xanxerê a Xavantina e Seara, segundo a PMRv. Por conta disso, os motoristas que buscam acessar estas cidades precisam desviar pela BR-282 ou vias secundárias. Não há previsão de liberação.

Outro ponto interrompido na SC-155 fica em Itá. Conforme a polícia rodoviária. Houve desmoronamento da pista entre os kms 133,95 e 134. O trânsito está sendo desviado pelo Centro da cidade.

Na SC-283, em Arvoredo, a pista cedeu entre os kms 69,8 e 70. O desvio também é feito pelo Centro da Cidade e não há previsão de liberação. Entre Ipira e Peritiba, fissuras na pista fizeram com que o tráfego precisasse ser bloqueado na SC-390. O problema ocorre ao longo dos kms 33,3 e 33,6.

Na SC-465, toda a pista também cedeu, segundo a PMRv. O problema começa no km 15 e segue até o 15,09 e causou a interrupção total da via, que fica no município de Macieira. A rodovia liga a SC-350 à Macieira e, enquanto o local estiver bloqueado, o acesso precisa ser feito por vias secundárias.

Não há previsão de liberação.

Na SC-452 houve deslizamento de pista em Monte Carlos. O problema foi registrado no km 24,5 e só a partir desta segunda-feira (30) será possível estimar o prazo de liberação da área. Por enquanto, ela segue bloqueada nos dois sentidos.

Outro ponto da SC-452 fica em Lébon Régis. Nesta cidade, a via passa pelo perímetro urbano e cedeu entre os kms 24,55 e 24,65. O trânsito foi desviado por outras vias secundárias.

Em Aurora, a SC-358 apresentava alagamento na pista do km 358 ao 359. A previsão de liberação é esta segunda-feira (30).

Rodovias federais.

Nos trechos federais há quatro trechos com problemas. Na BR-158, em Palmitos, a ponte que fica na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina está interditada. Ela apresentou problemas estruturais no km 147 da rodovia e ainda não há previsão de liberação.

Ponte entre RS e SC segue interditada.

Em dois pontos da BR-153 também há bloqueios totais do tráfego. No km 118, em Concórdia, a via está totalmente fechada devido a um desmoronamento na pista que fica no lado do Rio Grande do Sul. Já no km 49, em Vargem Bonita, a pista caiu e a passagem também está bloqueada. Não há previsão de liberação.

Outro ponto com problemas fica em Corupá e foi ocasionado na enchente do início de junho. A pista cedeu e também abriu um buraco no k m 93. A rodovia continua totalmente interditada.

Outros trechos com problemas.

Em alguns trechos de rodovias federais e estaduais, o tráfego flui em meia pista. Até as 20h30 deste domingo, Na BR-282, em São José do Serrito, km 271, e na BR-470, em Vargem, no km 293 há degraus e buracos na pista.

Nas estaduais, diversas vias apresentam problemas de quedas de barreiras e tráfego em meia pista.

São elas: SC-465, no km 58,200 entre Treze Tílias e Ibicaré; SC-114, kms 203 a 203,5, em Palmeira; SC-108, kms 62,8 a 63, em Blumenau; SC-390, entre os kms 405,9 e 405,92, m Lauro Müller; SC-157, em Coronel Freitas, nos kms 87,5 a 87,8; na SC-135, do km 16 ao 17, em Porto União;  SC-453, em Ibircaré, km 54,5 ao 54,51;  SC-283, em Arvoredo, kms 72,2 ao 72,5; SC-340, km 92,1 ao 92,2 em Lébon Régis; SC-355, do km 106 ao 106,015, em Água Doce; SC-465, em Ibicaré, km 58,2 ao 58,3; em Concórdia, SC-283 do km 30,8 ao 31 e  na SC-350, em Caçador, entre os kms 156,2 e 156,3, trafegam apenas veículos leves.

Chuvas em SC.

Conforme a Defesa Civil de Santa Catarina, na manhã deste domingo (29), o estado contabilizava 40 mil desabrigados ou desalojados.Trinta e sete cidades registraram ocorrências devido às chuvas, desde 25 de junho. A região Oeste é mais afetada.

De acordo com o órgão estadual, 14 municípios decretaram situação de emergência até a manhã de domingo: Joaçaba, Palmitos, Herval d’Oeste, Presidente Castelo Branco, Lageado Grande, Piratuba, Planalto Alegre, Itá, Capinzal, Itapiranga, Irani, Rio do Sul, Cordilheira Alta e Videira. Também atingida, Rio das Antas havia decretado emergência por causa das chuvas do início de junho.

A região Oeste é considerada a mais prejudicada em Santa Catarina. O nível dos rios nos municípios mais atingidos está baixando e algumas famílias já começaram a voltar para suas casas.

Em Ponte Serrada, três casas desabaram e outras dezenas apresentaram rachaduras na sexta (27). Segundo a Defesa Civil do município, 63 famílias tiveram que deixar suas residências – que ficam em um morro – e foram para casas de parentes.

No Vale do Itajaí, Rio do Sul tinha a situação mais crítica até a manhã deste domingo (29). De acordo com a Defesa Civil do município, mais de 260 pessoas foram levadas para um dos sete abrigos da cidade, localizados nos bairros Bela Aliança, Taboão, Santa Rita, Barragem, Progresso e Canta Galo.

Em Blumenau, dois abrigos foram montados na noite de sábado, mas, segundo a prefeitura, eles já foram desativados.

Em Lages, na Serra catarinense, segundo a Defesa Civil, pelo menos 60 pessoas tiveram que sair de suas casas. Dois abrigos foram montados na cidade, no bairros Habitação e Santa Catarina. Na segunda (30), a prefeitura deve decidir se decreta ou não situação de emergência.

Já na Grande Florianópolis, choveu bastante no sábado (28), mas não houve registro de alagamentos. Uma adutora da Companhia Catarinense de Águas e Saneamento (Casan) rompeu, mas foi consertada no mesmo dia.

No Sul e Norte do estado, a situação era mais tranquila no domingo (29). Neste última região, cerca de 60 famílias continuam desabrigadas devido às chuvas do início do mês.

Aulas canceladas.

Alunos da rede pública estadual de 64 municípios catarinenses tiveram as aulas canceladas na sexta (27) devido às fortes chuvas que atingem o estado, principalmente no Oeste. O número de unidade com aulas suspensas é superior a 220, segundo a Secretaria de Estado da Educação.

A previsão é que as aulas sejam retomadas na próxima segunda (30). De acordo com a Secretaria, as aulas foram canceladas nas cidades de Videira, Fraiburgo, Iomerê, Pinheiro Preto, Concórdia, Peritiba, Ipira, Irani, Alto Bela Vista, Piratuba, Presidente Castelo Branco, Joaçaba, Herval d’Oeste, Capinzal, Ouro, Lacerdópolis, Erval Velho, Luzerna, Ibicaré, Jaborá, Catanduvas, Vargem Bonita, Água Doce, Arabutã, Arvoredo, Ipumirim, Itá, Lindóia do Sul, Paial, Seara, Xavantina.
Fonte: G1.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email