Notícias

PEDÁGIOS: INSTALAÇÃO DAS QUATRO PRAÇAS DE COBRANÇAS EM 220 KM DO TRECHO SUL DA BR-101 DEVE INICIAR EM JULHO

No próximo mês, em junho, o Grupo CCR assina o contrato da concessão para exploração da BR-101, em Santa Catarina. Com isso, a partir de julho a empresa poderá dar início à instalação das praças de pedágio no trecho entre a cidade de Paulo Lopes e divisa com o Rio Grande do Sul. São previstas quatro praças entre os 220 quilômetros da rodovia.
Na região, as praças estarão concentradas em Laguna (Km 298, divisa com Imbituba) e Tubarão (Km 346, fronteira com Treze de Maio e Jaguaruna). As demais estão previstas para Araranguá (Km 408, divisa com Maracajá) e São João do Sul (Km 460, fronteira com Passo de Torres).
De acordo com a Agência Nacional Transportes Terrestres (ANTT), a previsão é de que as cancelas comecem a funcionar até no máximo 13 meses após a assinatura do contrato (um mês para assunção + 12 meses para a execução dos trabalhos iniciais e cumprimento dos demais requisitos contratuais).
Com base nos contratos de outras concessionárias, estima-se que, em até três meses após assinatura do contrato, as cancelas estejam instaladas. Porém, isso depende da empresa que irá administrar. A concessão de 30 anos foi vencida pelo grupo CCR, que apresentou tarifa básica de pedágio no valor de R$ 1,97 – cerca de 61% mais barato que o preço máximo –, que deve sofrer alterações por ter sido planejado com base em estudos de agosto de 2019. A previsão é que a taxa gire em torno de R$ 2,10, após atualização.
Para o empreendimento, estão previstos R$ 3,376 bilhões em investimentos, e a estimativa de R$ 3,99 bilhões para custos operacionais – conservação, operação e monitoramento – nos 30 anos de duração da concessão.
Também deve ser feita a instalação de um centro de controle para apoio das equipes de atendimento médico de emergência, atendimento mecânico e para os demais incidentes na via. O serviço de auxílio ao usuário vai contar com quatro ambulâncias, duas UTIs móveis, três guinchos leves, dois guinchos pesados e dois caminhões pipa.
Fonte: Portal a hora.
 

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Scroll Up