Notícias

Países do Mercosul adotam placa unificada de veículos a partir de 2016.

 

Foi apresentada em Buenos Aires (Argentina), no dia 8/10, a nova placa de identificação para os veículos do Mercosul, bloco econômico da América do Sul que integra Brasil, Uruguai, Argentina, Paraguai e Venezuela.

O novo sistema entrará em vigor em 2016, quando será obrigatório para todos os veículos de transporte de mercadoria e passageiros registrados nesses países. Dois anos depois, será a vez dos carros de passeio.

Além da placa unificada, os países apresentaram um novo sistema de consulta regional para trocar informações sobre dados do proprietário do veículo, número da placa, marca, modelo, tipo de veículo, número de chassi, ano de fabricação e histórico de roubo e furto.

Sistema

A placa contém sete caracteres, entre letras e números, além da identificação do país de origem, com nome e bandeira. Feita em tamanho único, a chapa apresenta o símbolo do bloco comercial e medidas de segurança para evitar clonagem.

Até 450 milhões de combinações serão possíveis com a nova identificação, número muito superior à atual frota da 110 milhões de veículos dos cinco países. Em todo o Mercosul, são cerca de 280 milhões de habitantes.

A nova placa passará a ser aplicada ao mesmo tempo em que o atual sistema utilizado na Argentina se esgota. Lá, a configuração de três letras e três números conta com menos de 2 milhões de combinações possíveis. Já no Brasil, segundo o Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), até o fim de 2013 foram utilizadas 81.600.729 das 175.742.424 combinações possíveis. Sendo assim, ainda restam aproximadamente 94 milhões placas disponíveis.

Fonte: Transporta Brasil.

Compartilhe: