Notícias

Multas para caminhões canavieiros triplicam no Oeste Paulista.

 

Uma nova resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) determina que caminhões com carroceria aberta usem lonas, redes e dispositivos similares para evitar que a cana-de-açúcar caia na rodovia. Por isso, as multas para este tipo de infração aumentaram em até 200% no Oeste Paulista, saltando de 78 autuações entre maio e julho em 2013, para 228, no mesmo período deste ano.

Contudo, mesmo com o alto valor estipulado, não é difícil encontrar exemplos de quem ainda desrespeita a regulamentação. Em trechos de poucas irregularidades na pista, é possível perceber se as palhas da cana voando pela carroceria e ficando espalhadas pela via, como registrado pela equipe de resportagem do SPTV 1ª Edição.

A Polícia Rodoviária de Presidente Prudente afirma que o risco é ainda maior para motociclistas, já que eles ficam expostos e as consequências de um acidente podem ser graves.

“Os condutores de carros também podem ser prejudicados, pois ao tentar contornar o pedaço de cana, podem provocam uma colisão lateral ou até frontal com algum outro veículo”, explica o tenente Daniel Martins.

O alerta da polícia é para que os motoristas se preocupem com as condições do veículo canavieiro e sigam as regulamentações, não apenas para evitar multas, mas para prevenir acidentes.

Motoristas que já dirigiram atrás de um grande caminhão canavieiro não esquecem a experiência. “A gente leva aquele susto, principalmente durante a noite, porque não tem como identificar o que é. Então temos que desviar para não bater no pedaço de cana”, relata o condutor Antônio Carlos Lincon.

Quem não seguir as normas pode pagar a multa de R$ 127,69, além de perder cinco pontos na Carteira de Habilitação Nacional (CNH), pela infração considerada grave.

Fonte: G1 Presidente Prudente.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Scroll Up