Notícias

Guedes fala em alta de 5% do PIB e projeta superavit primário em 2024

O ministro da Economia, Paulo Guedes, demonstrou otimismo com a economia brasileira nesta 3ª feira (25.mai.2021). Ele disse que o país pode crescer até 5% neste ano e voltar a ter superavit primário em 2023 ou 2024.

Guedes falou sobre a recuperação da economia brasileira em um evento promovido pelo BTG Pactual nesta 3ª feira (25.mai). “Vêm as concessões, as privatizações, saneamento, infraestrutura, logística. Esse é um grande desafio à frente e o Brasil está mostrando que vai chegar lá, crescendo 4,5% ou 5% este ano”, disse.

Oficialmente, o governo projeta um crescimento de 3,5% do PIB (Produto Interno Bruto) em 2021. Mas o BTG disse hoje que vê uma alta de 4,3% em um cenário conservador, que pode chegar a 5%. Guedes concordou com as projeções.

Segundo o ministro da Economia, a atividade econômica, a geração de empregos e a arrecadação vêm surpreendendo positivamente. Ele disse que a arrecadação está registrando um ritmo tão positivo que o país pode voltar a ter superavit primário em 2023 ou 2024.

As contas públicas estão deficitárias desde 2014. A LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) de 2022 prevê deficits até 2024. O resultado primário considera a diferença entre as receitas e despesas do governo, sem contabilizar o pagamento dos juros da dívida pública e outros encargos.

Guedes também falou em uma redução da taxa de câmbio dos atuais R$ 5,50 para R$ 3 dentro de dois ou três anos. Disse ainda que o país pode criar 2 milhões de empregos “rapidamente” depois que o governo implementar o programa de qualificação dos jovens brasileiros.

A ideia que está sendo desenvolvida no Ministério da Economia é pagar um bônus de inclusão produtiva de R$ 300 para jovens que queiram ingressar no mercado de trabalho por meio de treinamentos profissionais. Neste caso, a empresa pagaria mais R$ 300 ao trabalhador. Segundo o ministro, já há empresas interessadas no projeto. Ele não disse, contudo, quando a medida será lançada.

Fonte: Poder 360

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email