Notícias

Graça Foster é quarta executiva mais poderosa do mundo, diz ‘Fortune’.

Untitled 12%20copy - Sindicamp

A presidente da Petrobras, Maria das Graças Foster

A presidente da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, ficou em quarto lugar na lista que reúne as 50 mulheres de negócios mais poderosas do mundo da revista “Fortune”, divulgada nesta quinta-feira (6).
Foi a primeira vez que a revista unificou a classificação, que antes era separada entre mulheres dos Estados Unidos e dos demais países. Graça Foster é a primeira não-americana da lista.
À sua frente, aparecem Mary Barra, presidente da GM, em primeiro lugar; Ginny Rometty, da IBM; e Indra Nooyi, da Pepsico.
Não há mais brasileiras na lista das 50 executivas mais poderosas do mundo.
No ano passado, na lista de executivas de fora dos EUA, Foster apareceu em primeiro lugar. Claudia Sender, 38, presidente da companhia aérea TAM, figurou na 23ª posição em 2013.
Foster enfrenta vários desafios à frente da estatal
Segundo a Fortune, os critérios utilizados para avaliar as executivas foram o tamanho e a importância do negócio que elas comandam, a saúde financeira, a gestão e o histórico da carreira.
A revista ressalta que Graça Foster enfrenta vários desafios à frente da Petrobras, como a venda de ativos para controlar o balanço da petroleira e viabilizar os gastos planejados de US$ 237 bilhões em projetos de produção e exploração.
Desta vez, os editores priorizaram a natureza internacional da operação liderada pela executiva e sua posição na comunidade global de negócios.
Graduada em engenharia química, Maria das Graças Silva Foster está na Petrobras há 33 anos e se tornou a primeira mulher a assumir a presidência da companhia, em fevereiro de 2012.
Graça Foster acumula também as funções de conselheira de Administração e diretora da Área Internacional da Petrobras.
Fonte: Uol.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Scroll Up