Notícias

Governo forma três comissões para estudar reivindicações de caminhoneiros.

A primeira reunião de negociação entre governo federal, caminhoneiros e empresários do setor de transporte rodoviário de carga resultou na criação de três grupos intersetoriais de trabalho para estudo das propostas da categoria. As informações são do Ministério dos Transportes. O encontro, realizado na manhã desta terça-feira (10), na sede da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), em Brasília, foi conduzido pelo ministro da Secretaria-Geral da Presidência da República, Miguel Rosseto, com a participação do ministro dos Transportes, Antonio Carlos Rodrigues, do ministro do Trabalho, Manoel Dias, do diretor-geral da ANTT, Jorge Bastos. Reuniram-se com eles transportadores e embarcadores, e parlamentares ligados ao setor. A reunião foi um dos compromissos do acordo firmado no último dia 25 no encerramento da paralisação dos caminhoneiros nas rodovias.

 

O primeiro grupo ficará responsável pela Tabela Referencial de Frete e será coordenado pelo secretário de Planejamento de Política Nacional de Transportes, do Ministério dos Transportes, Herbert Drummond; o segundo, coordenado por Rone Barbosa do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), vinculado ao Ministério das Cidades, trabalhará na Regulamentação da Nova Lei dos Caminhoneiros; e o terceiro, que discutirá assuntos relacionados a ANTT, como isenção de tarifas do cartão frete, Pagamento Eletrônico de Frete (PEF) e pontos de parada, será coordenado pela servidora da ANTT Rosimeire Freitas.

No dia 26 de março, haverá uma reunião plenária na ANTT, quando serão entregues os relatórios preliminares dos grupos para nova rodada de debates.

O ministro Antônio Carlos Rodrigues, dos Transportes, destacou que “tudo o que foi acordado com a categoria está sendo cumprido pelo governo, o que garante um ambiente favorável à negociação”. Já Miguel Rosseto disse que “a reunião foi muito representativa, com participação de caminhoneiros, empresários do setor e governo, e o debate foi de altíssima qualidade”.

Segundo a Agência Estado, numa reunião posterior à que se encontraram com o governo, os representantes dos caminhoneiros escolheram por votação as 12 pessoas que vão representá-los nas comissões. Há líderes de diferentes setores, como motoristas de cegonhas, caminhões frigoríficos, transportadores de grãos, motoristas empregados, entre outros. Parte deles foi responsável pelos bloqueios que paralisaram por quase dez dias estradas em todo o país no início deste mês. “Parece que dessa vez o governo está realmente disposto a resolver uma pauta que está há 20 anos sem solução”, disse Jorge Flores, representante do Sindtac de Santa Catarina.

Fonte: Carga Pesada.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Receba nossa newsletter!

Fique por dentro das novidades do setor.

© 2020 – Sindicato das Empresas de Transportes e Cargas de Campinas e Região – SINDICAMP – Todos os direitos reservados | Desenvolvido por PrinciWeb