Notícias

Governador Alckmin libera ao tráfego obra do Complexo Viário Polo Itaquera.

 

O governador Geraldo Alckmin visitou nesta terça-feira, 29/4, o Complexo Viário Polo Itaquera e liberou ao tráfego a passagem inferior da Rua Dr. Luis Aires (Radial Leste), o “Mergulhão”. Trata-se de uma nova via expressa, sob a principal avenida da região, que segregará o trânsito local do de passagem, ordenando o tráfego e melhorando a mobilidade na região.

O Mergulhão está localizado em frente às estações do Metrô e da CPTM e próximo ao estádio do Corinthians. A passagem faz parte do conjunto de obras do Complexo Viário Polo Itaquera, gerenciadas pela DERSA – Desenvolvimento Rodoviário S/A.

O Complexo Viário Polo Itaquera terá um papel importante na mobilidade do bairro, atendendo demandas atuais e futuras, como aquelas advindas da instalação de novos equipamentos públicos e privados na região: FATEC, SENAI, uma nova rodoviária e a Arena Corinthians, sede dos jogos da Copa do Mundo em São Paulo. O novo viário permitirá também a integração das regiões norte e sul de Itaquera, separadas atualmente pelas linhas do Metrô e da CPTM, encurtando o trajeto atual em cerca de 60%.

Além do Mergulhão, integram o Complexo Viário as seguintes vias, as quais aguardam a conclusão de outras obras realizadas na região para serem definitivamente liberadas ao tráfego:

– Nova avenida no sentido norte e sul, que interliga as Avenidas José Pinheiro Borges e Radial Leste à Avenida Itaquera, eliminando a necessidade da volta pela Avenida Líder;

– Conjunto de viadutos sobrepondo os trilhos do Metrô, CPTM e Avenida Radial Leste, que permitirá a transposição fácil da porção Norte à Sul do bairro;

– Nova avenida ligando a Av. Itaquera à Av. Miguel Inácio Curi, que facilitará o acesso da Radial Leste e da estação Corinthians-Itaquera a partir da Av. Itaquera e Av. Líder;

O investimento total no empreendimento é de R$ 548,5 milhões. As obras foram viabilizadas por meio de convênio entre Governo do Estado, que investiu R$ 397,9 milhões para cobrir as obras e o projeto, e Prefeitura, que colabora com R$ 150,6 milhões direcionados à desapropriação e compensações ambientais.

Com informações da Secretaria Estadual de Logística e transporte.
Fonte: Fetcesp.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email