Notícias

vietna-ultrapassa-e-brasil-cai-para-o-27-lugar-entre-maiores-exportadores-1554233621845_615x300.png

Exportações superam importações em US$ 6,6 bi; melhor agosto desde 1989

Devido a queda nas importações, resultado da pandemia do Covid-19, o balança comercial brasileira registrou um superávit recorde no mês de agosto. As exportações no país superaram a importação em US$ 6,6 bilhões, sendo esse o maior resultado para o mês na série iniciada em 1989. Até o momento, o superávit anual já soma quase US$ 36,6 bilhões.

O respectivo indicie apontado em agosto ficou dentro da projeção realizada pelo ‘Projeções Broadcast’. O estudo apontava a previsão de um saldo positivo de US$ 3 bilhões a US$ 11,497 bilhões. A mediana indicava superávit de US$ 6,8 bilhões em agosto.

Mesmo com o número positivo, tanto a importação quanto a exportação tiveram uma queda, quando comparada ao mesmo período no ano anterior. No entanto, por conta da brusca diminuição nas compras vindas do exterior, a balança termina pendendo para o lado positivo.

Em valores absolutos, as exportações somaram US$ 17,741 bilhões, enquanto as importações ficaram em US$ 11,133 bilhões.

Comparado ao mesmo mês em 2019, a média diária das importações caiu 25,1%, enquanto as exportações caíram em 5,5%. Em agosto do ano passado, a variação positiva havia sido de US$ 4,1 bilhões.

O Ministério da Economia divulgou ainda os superávits de US$ 1,75 bilhão na quarta semana de agosto, entre 24 e 30, e de US$ 73 milhões na quinta semana, no dia 31.

 

Fonte: A Tarde

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email