Notícias

Estado promete cobrança menor no valor do pedágio

 

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) deve “acelerar” a partir de 2018 a redução no valor da tarifa cobrado pelos pedágios nas estradas paulistas.

Coincidentemente, o ano é eleitoral, quando o tucano terá de fazer o seu sucessor para o Palácio dos Bandeirantes. Alckmin também figura como um dos nomes para concorrer a Presidência da República.

O anúncio sobre a redução no valor dos pedágios foi feito pelo secretário de Transportes, Duarte Nogueira (PSDB), durante uma palestra na Agrishow (Feira Internacional de Tecnologia Agrícola).

A redução do valor da tarifa será possível porque a partir de 2018 começam a vencer as concessões das praças de pedágio.

“O Estado vai relicitar [as rodovias] em outras condições inflacionária e de financiamento, e já com uma infraestrutura existente”, afirmou Nogueira

Para o secretário, o cenário acaba favorecendo para a definição do valor do pedágio bem menor a partir das novas concessões a partir de 2018.

Outros contratos de concessão vencem também em 2020 e 2023.

Defesa do governo

Nogueira afirmou que o governo já vem reduzindo o valor da tarifa cobrada pelas praças de pedágio.

Segundo o secretário, um exemplo ocorreu em 2013, quando o chefe do Palácio dos Bandeirantes não concedeu aumento da tarifa naquele ano.

“No ano passado, o reajuste previsto era de 6%. O governador autorizou um índice bem menor – um pouco acima de 5%”, disse Nogueira, que é um dos nomes de Alckmin para concorrer ao governo do Estado em 2018.

Weber Sian / A Cidade
Edinho Araújo percorreu a feira ao lado de Dárcy Vera (Foto: Weber Sian / A Cidade)
O secretário de Transportes ainda disse que o Estado tem feito todos os esforços para contribuir para a redução no valor dos pedágios. “Todos os esforços na redução do preço dos pedágio [estão sendo feitos], sem prejuízo da manutenção da boa estrada, nos investimentos previstos, nas duplicações e construção de acessos”, disse.

Entretanto, a redução só não é maior, segundo ele, porque o Estado precisa respeitar as regras acordadas nos contratos assinados no passado. “Mas estamos fazendo, tudo isso, sem quebra de contrato e sem perder a segurança jurídica”, reiterou.

Ministro de Dilma visita a Agrishow

O penúltimo dia de Agrishow também teve a presença do ministro da Secretaria de Portos da Presidência da República, Edinho Araújo, que foi acompanhado por lideranças polícias, como a prefeita Dárcy Vera (PSD), o vice-prefeito, Marinho Sampaio (PMDB), o deputado estadual Léo Oliveira e o federal Baleia Rossi, ambos do PMDB

“Visito a feira há muitos anos e me surpreendo com seu crescimento a cada edição. A Agrishow traz novas tecnologias para os produtores, contribuindo para o crescimento do setor”, disse o ministro.
Edinho ainda informou que, em março, pela primeira vez, 55% da carga chegou aos terminal portuário por ferrovias e 45% por rodovias, o que pode ajudar a reduzir os custos logísticos da agricultura.

Fonte: Jornal A Cidade

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Receba nossa newsletter!

Fique por dentro das novidades do setor.

© 2020 – Sindicato das Empresas de Transportes e Cargas de Campinas e Região – SINDICAMP – Todos os direitos reservados | Desenvolvido por PrinciWeb