Notícias

Escassez de chuvas já comprometeu 10% da safra 2013/14 de soja em MS.

SÃO PAULO – A escassez de chuvas nas últimas semanas já comprometeu cerca de 10% da produção de soja prevista para a safra 2013/14 em Mato Grosso do Sul, estimou hoje a Aprosoja/MS, associação que representa os produtores de soja e milho do Estado.
A perspectiva da entidade é que a colheita da oleaginosa fique agora em cerca de 5,8 milhões de toneladas, mesmo patamar da safra 2012/13. A projeção inicial era de 6,5 milhões de toneladas.
Em nota, o presidente da Aprosoja/MS, Maurício Koji Saito, disse que as lavouras do Estado estão na fase de enchimento dos grãos, período em que a umidade é essencial. “A orientação é que os agricultores tenham cautela na comercialização do grão e que evitem grandes investimentos”, afirmou.
De acordo com a Aprosoja/MS, as perdas na produção da oleaginosa se concentram ao sul do Estado. O município de Rio Brilhante registrou a maior perda, com cerca de 30% da soja comprometida, com a estimativa passando de 294 milhões para 205 milhões de toneladas. Em Dourados, Naviraí e Sidrolândia, a colheita deve ser reduzida em 15% ante a estimativa inicial.
Entretanto, Saito acredita que, caso as chuvas voltem em maior volume nos próximos dias, pode haver uma recuperação de parte da produção. A estimativa é que 45% da safra 2013/14 de soja de Mato Grosso do Sul tenha sido comercializada antecipadamente.
Fonte: Valor Econômico S.A.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Scroll Up