Notícias

Em julho, IBGE prevê safra 2,6% maior que a de 2013.

 

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) prevê, segundo sua estimativa de julho, uque a safra deste ano será 2,6% superior a do ano anterior, chegando a 193,2 milhões de toneladas. O valor é 0,3% maior na comparação com o levantamento de junho de 2014 (192,5 milhões de toneladas).

Quanto à área a ser colhida, a estimativa é de 56,2 milhões de hectares, um avanço de 6,4% em relação à área colhida em 2013 (52,9 milhões de hectares) e queda de 0,1% em relação ao mês anterior (56,3 milhões de hectares).

Os três principais produtos deste grupo, Arroz, milho e soja, somados, representaram 91,1% da estimativa da produção e responderam por 85% da área a ser colhida. Na comparação com o ano anterior, foi registrada alta de 0,3% na área para o arroz, 8,6% para a soja e recuo de 0,7% para o milho. Quanto à produção, os acréscimos foram de 4,4% para o arroz e de 6,0% para a soja. Para o milho, houve diminuição de 4,4% quando comparado a 2013.

Na análise regional, o volume da produção de cereais, leguminosas e oleaginosas apresentou a seguinte distribuição: Centro-Oeste, 80,5 milhões de toneladas; região Sul, 72,9 milhões de toneladas; Sudeste, 17,3 milhões de toneladas; Nordeste, 17,3 milhões de toneladas; e Norte, 5,1 milhões de toneladas.

Frente à safra passada, foi registrado aumento de 3,5% na região Norte, de 44,8% na Nordeste e de 2,6% na Centro-Oeste. As regiões Sul e Sudeste apresentaram, respectivamente, diminuição de 0,2% e 12,4% em relação à produção do ano anterior.

“Nessa avaliação para 2014, o Mato Grosso liderou como maior produtor nacional de grãos, com uma participação de 24,2%, seguido pelo Paraná (18,5%) e Rio Grande do Sul (15,9%), que, somados, representaram 58,6% do total nacional previsto, diz o IBGE, em nota.

Fonte: G1 em São Paulo.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Scroll Up