Notícias

DER dá novo prazo para início da duplicação da Mogi-Dutra.

 

As obras de duplicação da Rodovia Mogi-Dutra, no trecho de Arujá, devem começar somente em agosto, segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER). Em fevereiro, o departamento havia informado ao G1 que o início das obras estava previsto para junho. Segundo o DER, houve uma demora na elaboração do edital de licitação que impactou no prazo de início da obra.

No dia 25 de abril, em visita a Mogi das Cruzes, o governador Geraldo Alckmin anunciou a publicação do edital de licitação para contratação das obras. De acordo com o DER, o projeto executivo prevê a realização de serviços para duplicação da pista, do km 32 ao km 39, melhorias na sinalização, implantação de dois viadutos no km 32,3 e km 32,9. No trecho também serão implantadas passarelas no km 33,5, km 35,23, km 35,2, km 37,97 e km 38,8. O investimento na duplicação está orçado em R$ 149 milhões.

Além dessa obra, o trecho já duplicado da rodovia em Mogi das Cruzes receberá melhorias. O DER informou que do km 40,7 ao km 49,5, existe um projeto executivo concluído para a realização de obras de recapeamento da pista e dos acostamentos e implantação de rotatória no km 59. A previsão do departamento é que a publicação do edital deverá acontecer até o final de maio. O início das obras está programado para o começo de agosto com prazo de execução de oito meses. O valor estimado é de R$ 25 milhões.

Preocupação

Enquanto as obras não saem do papel, o administrador Carlos Alberto Pinto continuará evitando a estrada. Ele diz que usa pouco a rodovia por achá-la perigosa. “O trânsito é difícil devido aos caminhões e aos condomínios. Fora isso o local é bem perigoso e evito pegar. Além dos caminhões, há risco de assaltos. Com a duplicação acredito que haverá menos interrupções e o trânsito deve fluir melhor”, afirma.

O químico Douglas Vicco mora em Mogi das Cruzes e para ir ao trabalho, em São Paulo,  usa todos os dia esse trecho da Mogi-Dutra . Ele segue sentido Arujá até acessar à Rodovia Presidente Dutra. “A Ayrton Senna é travada normalmente e por isso uso muito esse pedaço da Mogi- Dutra”, diz. “Acho um trecho com pouca sinalização e muitas curvas. Isso deixa a estrada perigosa ainda mais porque é muito usada por caminhões.
Fonte: G1.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Scroll Up