Notícias

Covid-19: Campinas impõe toque de recolher a partir das 20h e multa para festas, aglomerações familiares e comércios irregulares

Campinas (SP) vai adotar o toque de recolher a partir das 20h, com restrições a serviços essenciais e endurecimento das multas e sanções por descumprimento da determinação. A medida começa a valer nesta quinta-feira (18) e segue até o dia 30 de março. A decisão torna as medidas restritivas no município ainda mais severas que a fase emergencial determinada pelo governo de São Paulo.

O que muda:

  • Serviços de alimentação (padarias, supermercados, lojas de conveniência): devem encerrar as atividades presenciais às 20h;
  • Serviços de drive-thru (para qualquer atividade): encerrar às 20h;
  • Multa de 800 UFICs (R$ 3,5 mil) para responsáveis por festas clandestinas ou reuniões familiares com mais de 10 pessoas;
  • Lacração imediata e multa de 800 UFICs (R$ 3,5 mil) para estabelecimentos flagrados funcionando em desacordo com as regras do município.
  • Condução do responsável pela organização da festa clandestina, da reunião familiar ou estabelecimento flagrado em desacordo até a delegacia de Polícia Civil, para registro de termo circunstanciado de ocorrência com base no artigo 268 do Código Penal (descumprimento de medida sanitária);
  • Abordagem de pessoas circulando após às 20h, educativa, com orientação para retorno ao domicílio;
  • Bloqueios em pontos estratégicos por ação integrada da Guarda Municipal e polícias Militar e Civil;
  • Uso do sistema de câmeras e leitores de placas para identificar aglomerações de veículos;

Os detalhes da restrição de circulação entre 20h e 5h foram anunciados pelo secretário de Justiça, Peter Panutto, que informou que o decreto será publicado no Diário Oficial do Município nesta quinta-feira (18).

“Estamos avançando um pouco, mas ainda não é um lockdown, que é quando há restrição total na circulação de pessoas, como vimos na Europa. Gostaríamos que não acontecesse, mas temos ainda como apertar o cerco. Espero que não aconteça”, destacou Peter.

Haverá ações de fiscalização, com bloqueios em pontos estratégicos da cidade, em uma força-tarefa que inclui a Guarda Municipal e as polícias Civil e Militar. Denúncias de aglomerações e irregularidades podem ser feitas pelos telefones 153, 156 e 160.

A abordagem de pessoas nas ruas após as 20h será, neste momento, educativa. O cidadão deverá fornecer detalhes sobre o motivo de estar nas ruas naquele horário. Em caso de identificação de que não se trata de uma ação por serviço essencial, ele será orientado a retornar para seu domicílio.

Fonte: G1

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Scroll Up