Notícias

Condições das estradas pioram, segundo pesquisa da CNT.

De 96.714 quilômetros de rodovias avaliadas em pesquisa da CNT (confederação de transporte), nada menos que 63,8% apresentam alguma deficiência de pavimento contra 62,7% na pesquisa anterior.
De acordo com o levantamento, a situação também piorou com relação aos pontos críticos, situações que apresentam graves riscos à segurança dos usuários, como erosões na pista, buracos grandes, quedas de barreira ou pontes caídas. No ano passado foram identificado 221 desses pontos. Este ano, o número subiu para 250.
Problemas também foram encontrados no que se refere à sinalização e ao pavimento. Segundo a pesquisa, 67,3% da extensão pesquisada apresentam algum tipo de problema. No ano passado, esse percentual ficou em 66,2. Quanto ao pavimento, o percentual de problemas subiu de 45,9 na pesquisa anterior para 46,9% na atual.
Em relação à geometria, o percentual da extensão que não se encontra favorável passou de 77,4% para 77,9%. A maior parte da extensão pesquisada (88%) é formada por pistas simples e de mão dupla e 40,5% do total avaliado não possuem acostamento, de acordo com o levantamento. A 17ª edição da Pesquisa CNT de Rodovias foi realizada em 30 dias de coleta em campo. Foram avaliada a malha federal pavimentada e as principais rodovias estaduais.
Fonte: Canal do Transporte.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Scroll Up