Notícias

COM BAIXA PROCURA, PS EXCLUSIVO PARA CORONAVÍRUS É FECHADO EM AMERICANA

Correção: A Prefeitura de Americana informou, nesta quinta-feira, que o pronto-socorro exclusivo para atendimento de pacientes com novo coronavírus (Covid-19) no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, na verdade, nunca funcionou.
O pronto-socorro exclusivo para atendimento de pacientes com suspeita do novo coronavírus (Covid-19) no Hospital Municipal Dr. Waldemar Tebaldi, em Americana, foi fechado em função da baixa demanda.
De acordo com a Secretaria de Saúde, a procura observada “não justifica a destinação de funcionários para atuação exclusiva no PA Covid-19 nesse momento”.
Instalado no antigo pronto-socorro do hospital, ele está com as portas fechadas. Os atendimentos de pacientes com sintomas gripais estão sendo feitos no novo pronto-socorro, localizado ao lado.
A dona de casa Leia Ribeiro dos Santos de Oliveira, de 57 anos, procurou o HM na manhã desta terça-feira.
“A entrada está sendo tudo pelo novo pronto-socorro, gestantes, pessoas de risco, tudo por ali. Estava todo mundo junto, não fiquei muito perto porque procuro evitar. A triagem também está sendo feita toda ali”, reclamou.
A Secretaria de Saúde garantiu que os atendimentos aos pacientes com sintomas gripais estão seguindo os protocolos recomendados.
A reabertura do pronto-socorro exclusivo deve ocorrer quando a prefeitura contratar mais funcionários.
A Fusame (Fundação de Saúde do Município de Americana) abriu processo seletivo simplificado para o preenchimento imediato de vagas por tempo determinado.
“Assim que o processo seletivo for concluído, quando mais profissionais estiverem atuando, deixaremos esses atendimentos exclusivamente para o PA Covid-19. Essas contratações devem ocorrer no momento que temos a possibilidade do aumento da demanda”, explicou a prefeitura.
Foram enviados 1.084 currículos de candidatos interessados nos cargos de recepcionista hospitalar, técnico em enfermagem, enfermeiro, fisioterapeuta, médico intensivista, médico clínico geral e farmacêutico. A estimativa é que o processo seja concluído em até 15 dias.
A prefeitura foi questionada sobre a data do fechamento do pronto-socorro exclusivo, a quantidade de funcionários necessários e o balanço de atendimentos do período em que esteve aberto, mas os dados não foram informados.
Podcast Além da Capa
A quarentena decretada no Estado de São Paulo para combater a proliferação da pandemia do novo coronavírus (Covid-19) completa 50 dias nesta semana. Com as restrições impostas, muitas pessoas tiveram a rotina, hábitos e até o convívio familiar alterado. Nesse episódio, o editor Bruno Moreira conversa com o repórter André Rossi, que ouviu moradores da região para entender como a pandemia mudou a dinâmica de suas vidas.

Fonte: O liberal.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email