Notícias

Campanha para reduzir mortes no trânsito em 50% é aprovada pelo governo

De acordo com o Ministério da Infraestrutura, campanha educativa será realizada a partir de janeiro de 2022; estratégia será focada em tornar pistas mais seguras e salvar vidas

A partir de 1º de janeiro de 2022, os brasileiros serão apresentados à campanha nacional Juntos Salvamos Vidas, do Conselho Nacional de Trânsito. De caráter educativo, a iniciativa é parte da estratégia formulada pelo Governo Federal para reduzir em 50% o total de mortes de trânsito no país nos próximos 10 anos.

De acordo com o Ministério da Infraestrutura (MInfra), a ação foi aprovada na segunda-feira (13) durante reunião do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), instância máxima deliberativa sobre as políticas para o setor no país.

Ainda de acordo com o MInfra, o colegiado deu seu aval à revisão do Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito (Pnatrans). “O Pnatrans traz um olhar transversal para o trânsito, ele engloba tudo o que fazemos e onde queremos chegar. A aprovação de hoje só reforça mais ainda o objetivo do Governo Federal: reduzir o número de mortes e salvar vidas no trânsito”, afirmou o secretário-executivo do Contran e diretor-geral do Departamento Nacional de Trânsito, Frederico Carneiro.

“Fizemos um trabalho com mais de 100 especialistas, parcerias importantes. Com a consulta da sociedade, vamos trazer a efetividade necessária”, afirmou.

Segundo Carneiro, o Pnatrans foi instituído pela Lei nº 13.614/ 2018, e, com a revisão, passará a contar com seis pilares: Gestão da Segurança no Trânsito; Vias Seguras; Segurança Veicular; Educação para o Trânsito; Atendimento às Vítimas; e Normatização e Fiscalização.

“A ideia é fortalecer o cumprimento da legislação de trânsito e estabelecer o alcance dos objetivos propostos pela nova Década de Ação pela Segurança no Trânsito, proclamada pela Organização das Nações Unidas (ONU)”, acrescentou.

Participação da sociedade

Com o mote Juntos Salvamos Vidas, as campanhas educativas de trânsito para 2022 vão subsidiar todas as ações voltadas para a segurança viária encampadas pelos órgãos do Sistema Nacional de Trânsito (SNT). A nova mensagem deve ser veiculada nos meios de comunicação, obrigatoriamente a partir do primeiro dia do próximo ano.

Para Frederico Carneiro, a mensagem dialoga perfeitamente com o Pnatrans e com o que a sociedade precisa entender: “A campanha conversará com pedestre, motorista, motociclista e com quem mais fizer parte do trânsito. Juntos, conseguiremos atingir nossas metas e garantir um trânsito seguro”.

Ainda na reunião desta segunda, o conselho aprovou a minuta de resolução que estabelece os requisitos necessários à circulação de Combinações de Veículos de Carga (CVC) com Peso Bruto Total Combinado (PBTC) superior a 74 toneladas e inferior ou igual a 91 toneladas destinadas, exclusivamente, ao transporte de cana-de-açúcar.

Os conselheiros referendaram as deliberações do Contran sobre os prazos de processos e procedimentos afetos aos órgãos e entidades do SNT de nove estados brasileiros. E, por fim, aprovaram dois Manuais Brasileiros de Sinalização de Trânsito: o Volume VI – Dispositivo Auxiliares e o Volume VIII – Sinalização Cicloviária.

Fonte: Ascom do MInfra

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email