Notícias

Busca por carga inclui acordo com Correios e tarifa menor

 

 

A concessionária que administra o aeroporto de Viracopos tem duas grandes apostas para aumentar suas receitas com a movimentação de cargas. Em uma das frentes, a política comercial para atrair voos cargueiros será mais agressiva, com descontos de até 100% nas tarifas cobradas de empresas aéreas. Paralelamente, as negociações para a instalação de um desfecho positivo nos próximos meses. Se o investimento for mesmo confirmado, a estatal usará Campinas como “hub” para distribuir cargas e encomendas expressas.

As duas iniciativas buscam aproveitar o potencial de Viracopos, que já tem 60% do faturamento proveniente da movimentação. Cerca de 40% das importações brasileiras que chegam por via aérea passam pelo aeroporto, situado em um dinâmico entroncamento de estradas, com acesso rápido a São Paulo e ao interior.

É na tentativa de explorar essa localização estratégica que os Correios devem escolher Viracopos para erguer um novo terminal próprio e usá-lo como base na distribuição de cargas expressas para o Centro-Sul e os países vizinhos, segundo o presidente da estatal, Guilherme Campos.

Torcedor fanático da Ponte Preta e ex-deputado com base eleitoral na região, ele até poderia ser visto como um excelente aliado político, mas se municia de argumentos técnicos para evitar insinuações de “bairrismo” e frisa que trata do assunto “desapaixonadamente”. Tanto que o plano foi herdado de gestões anteriores. Só não saiu do papel por falta de detalhamento da proposta e indefinição da diretoria.

“É um aeroporto que praticamente não fecha por razões meteorológicas, tem operado com ociosidade e está localizado em um grande polo logístico”, diz o executivo. Uma decisão favorável ao empreendimento deve sair até dezembro. “Se os Correios não aproveitarem esse potencial, a concorrência vai vai fazer isso.”

Sem precisar valores de investimentos, Campos explica que a nova instalação deverá ocupar parte da estrutura do antigo terminal de passageiros, que já foi desativado. A obra ficaria pronta no primeiro trimestre de 2018.

Para a concessionária, essa vertente de negócios ainda tem muito espaço para crescer. Um novo programa de incentivo para voos internacionais será apresentado no Air Cargo Forum, evento do setor que ocorre em Paris, a partir de quinta-feira. O incentivo prevê 100% de desconto na tarifa de pouso em Viracopos, por um período de 12 meses, para empresas cargueiras que já operam no aeroporto e topem criar uma frequência adicional por semana. No caso de novas rotas, com pelo menos duas frequências, o programa oferecerá isenção total na tarifa pelos primeiros 24 meses de operações.

Para gozar do benefício, as empresas precisarão usar aviões puramente cargueiros e manter regularidade acima de 80%. Ou seja: só 20% dos voos, no máximo, poderão ser cancelados. O programa fica aberto até o fim de 2017.

A investida chega em meio ao acirramento da disputa por cargas aéreas. Depois de ter visto sua rede encolher nos últimos anos, com a perda do monopólio que exercia no setor, a Infraero acaba de entrar novamente nessa briga: ela anunciou descontos de 40%, além de facilidades para armazenagem e trânsito aduaneiro, para quem escolher o aeroporto de São José dos Campos.

Fonte: Valor Econômico.

 

Compartilhe:

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp
Share on email

Receba nossa newsletter!

Fique por dentro das novidades do setor.

© 2020 – Sindicato das Empresas de Transportes e Cargas de Campinas e Região – SINDICAMP – Todos os direitos reservados | Desenvolvido por PrinciWeb